B.B.B.B.

Feito especialmente para você.

Feito especialmente para todas.

Comprar agora

Blemish Blur Bálsamo Biomimético

Sua pele tratada, protegida, com textura uniforme e toque aveludado o dia todo.

Com apenas 1 produto!

Sua pele 2.0

7 tons para mais de 49 nuances de pele.

O B.B.B.B. age em três etapas indispensáveis:

> Tratar

> Proteger

> Uniformizar

Comprar agora
Ação

Ação Antiporosidade e controle da oleosidade.

Cobertura

Cobertura extra leve e uniformização do tom.

Ativos

Ativos antioxidantes e pró-colágeno.

Proteção

FPS 30 com filtro 100% mineral.

100% Mineral

+ PROTEÇÃO PARA A SUA PELE

0 ATIVOS POLUENTES

Comprar agora

CONTROLE DA OLEOSIDADE

– POROS APARENTES

0% DE SILICONES NA FÓRMULA

Comprar agora

Biomimetismo (Sm):

É o nome que se dá as técnicas e produtos que visam imitar padrões biológicos.

O B.B.B.B. estimula a produção de colágeno e de ácido hialurônico, duas substâncias essenciais e naturalmente presentes na pele.

Comprar agora

99,85% de ingredientes naturais;

20,72% de origem orgânica;

filtro solar 100% mineral;

corantes 100% minerais;

embalagem 100% reciclável;

plástico de origem da cana-de-açúcar.
Comprar agora

SUSTENTABILIDADE +
TECNOLOGIA

O B.B.B.B. foi produzido dentro dos mais altos padrões e é o primeiro dermocosmético com FPS 30 a receber o certificado ECOCERT COSMOS Natural.

Comprar agora

O B.B.B.B. foi co-criado em parceria com nossos consumidores.
Eles testaram, opinaram e nos ajudaram a produzir 7 cores que atendem mais de 49 tons de pele.

Conheça alguns deles

Maria Vitoria, 18

Tonalidade L

“Acredito que a autoestima não é algo conectado apenas a sua aparência. Estar de bem comigo mesma é essencial em todos os aspectos da minha vida: jobs a decisões importantes. O dia das fotos foi muito interessante, com profissionais e um clima incrível. Me senti mais confiante a cada click. E saí de lá agradecida.”

Modelo

Beatriz Nolli, 20

Tonalidade Q

“Tenho um desafio pessoal de encontrar um balanço entre minha autoestima e minha timidez. Cá entre nós, eu só aceitei o convite para a campanha porque já ouvia falar da QUINTAL faz tempo, admirava a proposta consciente da marca, e achei que seria uma oportunidade de ter contato direto com os produtos. No estúdio, no primeiro minuto em que eu sentei em frente às câmeras, eu travei! Fiquei com muita vergonha! Mas todas as pessoas que estavam ali foram super apoiadoras e me ajudaram a vencer essa barreira. E foi super divertido me ver produzida, mesmo sendo algo bem básico, pois não estou acostumada a isso. E, sim, essa experiência mudou a minha relação com a minha autoestima: naquele dia eu me senti mais bonita e confiante do que antes, e desde então eu me sinto assim.”

Estudante

Eloá Sá

Tonalidade I

Clara Zwecker, 27

Tonalidade U

“Minha pele é acneica, bem reativa! Então tento cuidar dela com muito carinho, para manter tudo sob controle. Mas também tento não encanar: prefiro aceitar a pele que eu tenho e viver bem com ela! A autoestima é uma das coisas mais especiais que temos que cultivar. E, no dia das fotos da campanha, estar junto de meninas tão poderosas, tão lindas e incríveis, fez eu me sentir mais especial!”

Empresária

Clayton Queiroz, 21

Tonalidade N

“A autoestima me acompanha como parte de um processo de autoconhecimento e autoreconhecimento. Eu precisei olhar para dentro e entender meu lugar, como alguém diferente, de pele preta mais clara, e gay. Por muito tempo isso foi sempre usado contra mim. Até que eu descobri quem eu sou e joguei luz nisso. Construir essa autoestima me fez conquistar coisas incríveis, e batalhar pelo espaço que eu quero ocupar no mundo, como artista, indivíduo, umbandista. E, como parte desse processo, foi fantástico estar na frente das câmeras. Eu amei a experiência de ter essa liberdade de expressão e de representar a minha beleza, que não é convencional, mas é única! Me senti reluzente.”

Professor e Artista

Giovanna Siqueira, 25

Tonalidade U

“Eu estava de olho nos spoilers sobre o produto novo. Achei que era uma base, ou algo assim. E, como sempre tive muitas dificuldades em encontrar algo que desse certo para a minha pele, quis participar! Além disso, seria uma oportunidade de experimentar a sensação de estar na frente das câmeras, já que trabalho muito atrás delas. E eu nunca nunca acreditei que eu poderia ser a uma “modelo” para uma marca… Mas acho que me saí bem. Aliás, eu me senti muito bem participando da sessão! Ter pessoas como eu nessa fotos é algo que eu sempre senti falta nas campanhas de beleza que via por aí. Sinto que estou fazendo parte de uma revolução positiva na indústria da beleza, e que estava ansiosa pra ver.”

Publicitária

Jaqueline Oliveira, 23

Tonalidade A

“Sou uma mulher jovem e de pele negra. Sempre gostei da textura e do tom da minha pele. Mas na minha adolescência não tinha referências de mulheres como eu nas fotos de marcas. Gostei de imediato do projeto e aceitei o convite para fazer as fotos porque agora eu posso ser essa referência para outras meninas iguais a mim. Isso me deixou muito feliz!”

Técnica de Enfermagem e Estudante de Direito

Hellen Vieira, 22

Tonalidade Q

“Meu biotipo é gordo desde a infância. Depois, mais velha, resolvi sair do armário. Por causa disso, minha autoestima já passou por altos e baixos. Mas hoje, vendo tanta representatividade na mídia, sinto que tenho mais altos do que baixos. Eu me sinto mais bonita por causa disso. Por isso entendo bem a importância de ser uma mulher gorda, de cabelo raspado, mas que está em uma campanha de beleza. Isso vai ser essencial para fortalecer a autoestima de outras meninas que se sentem fora de um padrão. E eu espero que elas aprendam a olhar para si com um olhar mais leve, respeitando suas particularidades. Eu, por exemplo, tenho rosácea! E ela me incomodava muito, até que desencanei e me apropriei dessa característica. Hoje, uso minha rosácea de blush! Um blush que só eu tenho.”

Diretora de criação e Ilustradora

Aline Amenencia, 25

Tonalidade T

“Autoestima é aquilo que faz com que eu me reconheça como alguém importante pra mim mesma e pras pessoas que vivem ao meu redor. E eu dou muita importância a mim e à minha pele: cuido bem dela, não deixo faltar hidratante, nem maquiagem da cor correta e sempre uso protetor solar. Estar na frente das câmeras só melhorou ainda mais essa percepção de mim mesma.”

Bióloga e Mestranda

Barbara Rodrigues, 21

Tonalidade I

“Nunca me considerei bonita. Sempre perguntavam, me descrevia como inteligente, engraçada, até mesmo artística, mas nunca bonita. Minha pele sempre teve grande impacto na minha autoestima e, se ela não estivesse "boa", não gostava nem que olhassem pra mim. Eu cobria minhas espinhas com camadas e camadas de maquiagem para ninguém poder ver. De uns tempos para cá dei um fim nesse pensamento, não queria mais agir assim, decidi que me sentiria linda e ponto. Mas o processo não é tão fácil quanto achei que seria… Mesmo consciente do processo de autoaceitação, ainda tenho minhas inseguranças. Afinal de contas, é difícil acreditar que a gente é bonita naturalmente com tanta publicidade mostrando que você precisa estar dentro de um certo padrão. Por isso foi tão importante para mim estar na produção da campanha do B.B.B.B. Estar com pessoas “fora do padrão”, mas tão interessantes, cheias de vida e histórias, me fez perceber que todas eram lindas. Lindas de verdade! Vou lembrar para sempre do dia em que participei de um trabalho que fez com que eu e muitas pessoas se sentissem lindas, às vezes até pela primeira vez.”

Comunicóloga

Mirtha Valença, 33

Tonalidade L

“Eu não sou uso maquiagem no dia-a-dia, mas gosto de cuidar da minha pele. E, talvez não use maquiagem, justamente sinto falta de produtos com cor adequados para pele negra, como a minha. Então, o fato de eu poder contribuir no processo de criação e aperfeiçoamento deste produto e, depois, de ser modelo da campanha significa muito para mim! É muito bom ver as as pessoas valorizando e admirando a nossa beleza afro.”

Bióloga e Doutoranda

Ana Beatriz, 22

Tonalidade N

“Minha autoestima tem altos e baixos, como a de todo mundo. Mas eu sempre tento ser positiva e focar nos detalhes da minha personalidade e do meu corpo que eu gosto. No último ano, passei a usar mais com cremes, máscaras e tratamentos, e sinto que está tudo bem em não ser o padrão, porque cada pessoa é especial da sua maneira. Eu nunca fui muito de deixar ninguém tirar fotos minhas, e por isso foi tão legal participar deste projeto: eu me admirei com tantas mulheres diferentes, cada uma com a sua particularidade e beleza. E eu me enxerguei da mesma forma que olhava para elas!

Há anos eu não me sentia assim. E sobre o produto, fiquei feliz que ele é feito para os mais diversos tons de pele. E estou aliviada por não precisar mais misturar duas cores para obter o meu tom!”

Consultora Jurídica

Luana Nunes, 27

Tonalidade T

“Sou muito vaidosa. Os cuidados com a pele sempre fizeram parte da minha rotina e têm total relação com a minha autoestima. Atualmente, por vários motivos, estou percebendo algumas espinhas, manchas e olheiras… E eu confesso que não gosto muito quando as pessoas percebem essa mudança, porque eu gosto de receber elogios pela minha pele. Estou tratando, mas até ela voltar ao normal, não tem nada que um produtinho para uniformizar não resolva, né? Se amar todos os dias não é fácil para ninguém, então é importante que as marcas usem seus produtos e sua influência para que todas as mulheres se sintam cada vez mais à vontade na própria pele. E, o que eu achei mais legal no convite de QUINTAL, foi saber que a marca estava acolhendo vários tipos de pessoas e peles, o que é raríssimo no mercado.”

Designer Gráfico

Isabela Morikawa, 25

Tonalidade U

“Autoestima é algo que eu exército há muito tempo. Normalmente a gente procura se espelhar num parâmetro de beleza. E, como sou asiática, eu não encontrava muitos exemplos em que me enxergava. Eu já quis, por exemplo, ter “dobra” no olho! Uma coisa tão boba, mas que me afetava. Ainda bem que o tempo passa: hoje, o que mais gosto em mim é justamente o que me diferencia das outras pessoas! No dia das fotos, achei que ficaria tímida, mas saí de lá me amando.”

Arquiteta e Urbanista

Matheus Henrique, 26

Tonalidade A

“Eu não sou nenhum expert em cuidados com a pele. Pelo contrário, sou básico. Faço coisas como lavar, hidratar quando está ressecada, e só. Mesmo assim eu topei participar de uma campanha de beleza, porque conheço a marca e gosto do seu propósito. Mas, mais importante, eu gostei da oportunidade de ter negros participando, na frente da câmera, com produtos feitos para nós; de ver as diferentes tonalidades de pele representadas; de dar valor à diversidade e de ser valorizado por ela; de representar outros negros e ser representado. Estar nessas fotos é bem maior que eu. Isso é pra quem olhar, se identificar e se sentir bem. O povo preto precisa disso.”

Estudante de Engenharia e Escritor

Cassio Yutani, 27

Tonalidade I

“Minha pele não é muito simples de lidar: ela implica comigo, eu erro com ela também, às vezes por falta de atenção. Uma relação normal e real! Por isso eu curti a proposta do produto e essa ideia de construir uma campanha real, para pessoas reais, com peles reais, em fotos mostrando como elas são essencialmente, sem máscaras. Essa campanha não se difere só pelo produto em si, mas em como ele é apresentado, de um jeito tão sincero.”

Arquiteto

Luana Rodrigues, 23

Tonalidade Q

“Eu estava super insegura comigo mesma e com essa ideia de posar para fotos. Mas a experiência foi ótima! Isso me fez pensar que preciso acreditar mais em mim mesma, aceitar melhor situações novas, porque eu posso me surpreender. Também fiquei feliz por conhecer o produto, porque a gente sabe o quanto é difícil encontrar tons feitos para cada pele. Achei uma maneira ótima de tratar melhor da minha pele, porque eu penso muito nela lá na frente, daqui alguns anos. Então tento ter os cuidados certos, mas sem muita neura.”

Flávia Akemi, 21

Tonalidade I

“Eu amo tirar um tempo para cuidar da minha pele, mas na correria do dia-a-dia não consigo dar a atenção que ela merece. Mesmo assim, a cada dia mais eu aprendo a me gostar mais, e me importar menos com o que as outras pessoas pensam. Eu aceitei o convite da QUINTAL justamente porque a ideia da campanha era mostrar pessoas diversas e reais. O propósito da marca de criar uma nova era da beleza, menos padronizada, me ganhou desde que a conheci! Essa é uma mensagem que merece ser passada para frente. As fotos de pessoas tão diversas e com cores de pele contrastantes juntas estão tão lindas! Me ver em uma delas, como parte dessa diversidade, foi o ápice da campanha para mim.”

Estudante

Beleza, estado de espírito.